Home » Tecnologia » Como funciona a lâmpada fluorescente ?

Como funciona a lâmpada fluorescente ?

A Lâmpada fluorescente ou Lâmpada fluorescente compacta é uma lâmpada composta por um tubo de vidro revestido com fósforo branco, preenchido  de vapor de mercúrio e argônio sob baixa pressão, filamentos e eletrodos revestidos de óxido que ao ser submetido a uma tensão produz luz visível.

Os filamentos se aquecem, emitindo elétrons, com isso o gás é ionizado, ou seja a corrente elétrica CA excita o vapor de mercúrio que produz luz ultravioleta.  Como esta luz não é visível, precisamos do fósforo do revestimento no interior para fazer a lâmpada emitir luz brilhante e visível.

Quando a luz está ligada, a energia elétrica aquece o catodo o suficiente para que possa emitir elétrons que é chamada de emissão termiônica. Assim ela converte energia elétrica em luz de forma mais eficiente do que as tradicionais lâmpadas incandescentes.

A Lâmpada Fluorescente

como funciona lampada fluorescente compacta

Nikola Tesla NÃO inventou a lâmpada Fluorescente, apesar do Wikipedia em português dizer isso, ele não inventou, é uma grande mentira.

Na verdade o físico francês Alexandre E. Becquerel pesquisou os fenômenos de fluorescência e fosforescência e teorizou sobre a construção de tubos fluorescentes. Já o Americano, Peter Cooper Hewitt patenteou a primeira lâmpada de vapor de mercúrio em 1901, este é foi o primeiro protótipo de modernas lâmpadas fluorescentes de hoje.

Mas só em 1934, o físico e consultor da GE,  Arthur Compton, conseguiu realizar experiências bem sucedidas com iluminação fluorescente na General Electric.

Já a lâmpada fluorescente Compacta em espiral foi inventada em 1976 por Edward E. Hammer, um engenheiro também da General Electric,  Embora o projeto fosse ótimo, a GE  não tinha dinheiro para a produção, a invenção foi arquivada.

Mas em 1995  as lâmpadas fluorescentes compactas helicoidais começaram a ser fabricadas na China e tornou-se líder de mercado.

Vantagens da lâmpada fluorescente

Eficiente com menor consumo;
Baixo custo de produção;
Longa vida;
Boa  temperatura de cor ;
Boa Difusão da Luz;

Desvantagens da lâmpada fluorescente

Cintilação da alta freqüência pode ser irritante e chegar a provocar dores de cabeça;
Cintilação de luz não é ideal para a utilização em filmagens;
Luz difusa, não é boa quando você precisa de um feixe focalizado, como em um farol ou lanterna;
Pode provocar interferências de rádio e em aparelhos eletrônicos;
Contem  mercúrio

Como funciona a lâmpada fluorescente?

O circuito de uma  lâmpada fluorescente Compacta eletrônica é alimentada por uma  tensão de entrada da linha CA que é de  127 Volts por 60 Hz, ela tem um filtro de EMI para bloquear o ruído gerado pelo circuito de comutação interna para que não retorne a rede elétrica.

Um retificador com diodos e um filtro através de um capacitor, um  semi-inversor conversor de CC para CA (  comutação com dois transistores ) que eleva  frequência de oscilação em 20 KHz ou mais. A alta frequência elimina substancialmente o efeito estroboscópico de cintilação da luz.

Circuito de uma  lâmpada fluorescente Compacta
Circuito de uma lâmpada fluorescente Compacta

Este tipo de lâmpada requer uma corrente para pré-aquecer os filamentos, um alta tensão para ignição, e uma corrente alternada de alta frequência para o funcionamento. Podemos dizer que seu filamento só tem a utilidade de aquecer e não de iluminar como acontece nas lâmpadas incandescentes.

Um diferencial da lâmpada fluorescente é que sua vida útil diminui consideravelmente quando ele é ligada e desligada do que comparada em horas de uso.

Atualmente as lâmpadas fluorescentes compactas estão sendo substituídas por lâmpadas Led que são mais econômicas, menos perigosas, mais duráveis, porém mais caras.

Nova Eletrônica - Circuitos e projetos Eletrônicos grátis
Nota Importante: Para perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões utilize a página de contato .
[ Clique Aqui! ]

Deixe uma resposta