Home » Circuitos » Gerador de 400 Khz a 30 Mhz

Gerador de 400 Khz a 30 Mhz

Fui radioamador ativo por muitos anos, sempre gostei de rádio escuta, me dediquei na construção de equipamentos de QRP (baixa potência), rádios,  experimentar novas tecnologias como a transmissão via satélite, DRM,  Packet radio, etc..

O RF é algo viciante e acredito que quando você começa, dificilmente você se livra dele, da vontade de fazer transmissores, receptores e outros equipamentos de RF a todo tempo.

Oscilador de 400 Khz a 30 Mhz

Sempre quis construir um rádio na banda de HF que cobrisse toda a frequência sem chave seletora, o chamado rádio de banda corrida. Mas infelizmente quando tinha tempo, eu não tinha dinheiro e nem existia a internet e o Aliexpress para facilitar a minha vida.

Neste artigo vou mostrar um gerador, oscilador de RF bem simples que abrange a faixa de frequência de  400 Khz a 30 Mhz com uma impedância de saída de 50 ohm por uma tensão de 300 mV. Este gerador é do site é do radioamador ZL2PD, é muito interessante, bem simples e segundo o seu criador é bem eficiente.

Na realidade Andrew (ZL2PD)  projetou este gerador de HF para testar os filtros de seus receptores, o nível de saída do oscilador também permite que ele seja usado como um oscilador para testar misturadores de diodo, harmônicas, etc.

oscilador HF

O funcionamento do circuito Oscilador de RF em HF

Como Andrew  mesmo relata, não é possível cobrir toda a banda de HF de uma vez só usando um oscilador LC tradicional. Mas se misturarmos um oscilador que operando numa frequência mais elevada, no caso de 48 Mhz a 85 Mhz  com um oscilador de baixa frequência fixa, no caso deste circuito 48 Mhz, vamos conseguir a banda toda de HF sem problema.

O oscilador que opera em frequência  elevada é um oscilador controlado por tensão ( oscilador VCO ) sendo que a saída do VCO que é de mais ou menos 120 mV pp é misturado com a saída de um oscilador de cristal de 48 MHz (TTL) , em um misturador SRA-1 que é um DBM ou double balanced diode mixer .

O resultado é a subtração entre a frequência do VCO e a do oscilador TTL. No circuito do oscilador o diodo varicap é o componente mais crítico, ele é o coração do projeto,  deve ser de boa qualidade, o ideal é reciclar, retirando de tuners ou varicaps de televisores ou videos k7 antigos, estes são os melhores.

O desenvolvedor do projeto citou dois modelos de diodos varicaps, o MV104 ou o BB911 na construção do oscilador. Já  oscilador de cristal 48 MHz TTL é muito encontrado em sucatas de equipamentos eletrônicos, principalmente em  impressoras, placas de vídeo, etc. Vide imagem abaixo.

oscilador cristral TTL

Este oscilador de cristal de 48 MHz TTL, como o nome mesmo diz, ele fornece um nível de saída TTL, uma onda quadrada de 5 Volts.

No oscilador de cristal tem em série C5 e R3, mas eles só foram usados por Andrew pelo motivo que o oscilador que ele tinha em mão não acoplava bem ao DBM. Isso quer dizer que eles podem ser suprimidos em outros osciladores TTL.

Depois de misturado o sinal é filtrado para minimizar as espúrias e outros ruídos, é ai então é amplificada em 20dB por um amplificador MMIC  ERA-5 que resultará em uma saída de 350 mVpp por 50 Ohm.

A sintonia do VCO é muito crítica, principalmente em nosso caso que não é uma sintonia eletrônica (PLL) e sim manual. Neste caso devemos usar um resistor variável ( potenciômetro ) multivoltas em VR1.

Uma dica é usar os trimpots multivoltas usados para a sintonia de TVs e VCRs antigos, estes com seletor de canais por teclas.

As bobinas do oscilador de HF estão descritas abaixo.

Bobinas
L1 – 8 voltas de fio esmaltado 24 SWG em um núcleo de ar de 5 milímetros, com tomada a partir da 3 volta que vai a terra, ou 8+3 voltas- devem ser feitos testes.
L2 – 8 voltas de fio esmaltado 28 SWG enroladas em um  toroide de ferrite Amidon T25-10
L3 – 7 voltas de fio esmaltado 28SWG enroladas em um toroide de ferrite Amidon T25-10
T1 -10 bifilar de fio esmaltado 28SWG enroladas em um toroide de ferrite Amidon T25-10

Não esqueça de blindar bem o circuito, dentro de uma caixa metálica. Também não espere ótimos resultados, sua estabilidade deixa a desejar, mas para efeito de teste e mesmo para o que foi construído ele é um bom equipamento.

Segundo o criador do projeto:

” O oscilador é fácil e rápido para construir, e usa relativamente poucas peças. Muitos componentes podem ser substituído, sem quaisquer problemas. Para testar isso, eu construí uma outra versão usando um IC LM375 como o VCO (é um chip Nacional obsoleto semelhante ao lendário MC1648 da Motorola), o DBM caseiro feito com diodos 1N4148 , e uma amplificador de banda larga de 20dB.  Ele deu resultados semelhantes. A estabilidade não é equivalente a um oscilador sintetizados.”

[Fonte]
Nova Eletrônica - Circuitos e projetos Eletrônicos grátis
Nota Importante: Para perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões utilize a página de contato .
[ Clique Aqui! ]