Home » Circuitos » Walkie-Talkie 11 Metros – HT PX

Walkie-Talkie 11 Metros – HT PX

Apesar de salientar sempre que nós não somos e nem temos relação com a Revista Nova Eletrônica da editora Editele (extinta creio que em 1996), continuamos recebendo centenas de e-mails pedindo informações sobre artigos e kits publicados.

Então resolvi começar a fazer uma coletânea de artigos famosos da Revista Nova Eletrônica. Para começar, neste artigo vamos ver o Kit Walkie-Talkie publicado na Revista 47 na edição de Janeiro de 1981.

Fale a distancia e sem fio com o Walkie-Talkie

Walkie-Talkie da Nova Eletronica

” Fale a distância e sem fio com o Walkie-Talkie da Nova Eletrônica ” . Essa era a chamada da capa, onde aparecia o walkie-talkie, um verdadeiro sonho de consumo da época para os hobistas.

Este Walkie-Talkie (HT) é um transceptor portátil, o Kit tinha aspecto profissional , com formas anatômicas ,pouco maior que o tamanho da palma da mão, com um alcance de 100 metros, dotados de um oscilador á cristal e alimentado por uma simples bateria de 9 volts, uma máquina de alta tecnologia para a época.

O termo walk-talk é uma gíria militar americana sem tradução  certa para o idioma português, o termo foi criado para nomear um  tipo de  equipamento, um transmissor e receptor que era transportado por um único usuário, ou seja soldado.

Os primeiros walk-talks eram de aplicação militar, grandes, pesados, incômodos, quentes e que precisavam ser carregados nas costas do operador. Felizmente a eletrônica evoluiu e aliviou consideravelmente o peso dos atuais walk-talks, eles diminuíram tanto,  ficaram tão leves que hoje são até em brinquedos de criança.

Walkie-Talkie PX

O walk-talk publicado na Nova Eletrônica tem o funcionamento simples, apertando o botão de transmissão do aparelho, sua voz é captada pelo microfone, modulada em um sinal que é emitido por uma antena, já na recepção acontece ou inverso o sinal entra pela antena é demodulado, amplificado e enviado ao alto-falante para que a voz seja ouvida.

A frequência de operação do walk-talk Nova Eletrônica está situado na faixa do Cidadão PX (CB )  que vai de 26,965Mhz a 27.405Mhz, em consequência ele permite escutar transmissões em vários canais e até responder para as estações sintonizadas apenas no canal 7 que é o canal de frequência de transmissão do walk-talk .

O walk-talk usa originalmente uma antena telescópica tem seu alcance em cerca de 100 metros, pode ultrapassar essa marca chegando até 500 metros em algumas condições, como em terreno aberto, já com uma antena plano terra de 1/4 de onda  pode ultrapassar os 1000 metros.

A frequência de transmissão é cravada em 27.035Mhz (frequência do canal 7 na faixa do Cidadão PX ) que é assegurada graças a um oscilador a cristal para esta frequência.

walkie-talkie-11-metros

O circuito do walk-talk é muito simples tanto na parte de transmissão quanto na parte de recepção, os dois trabalham juntos para fazer a modulação/demodulação, quando apertamos a chave ch1 estamos utilizando o walk-talk na modalidade transmissão assim o alto-falante conectado à entrada do amplificador de áudio  passa a funcionar como um microfone.

O sinal então proveniente do microfone é amplificado e retirado no coletor do transistor Q3 de onde é injetado na derivação central de L1, isso possibilita a modulação em amplitude (AM amplitude modulada).

Quando o aparelho está na modalidade receptor ou seja com a chave ch 1 solta o alto-falante é conectado a saída do amplificador de áudio no secundário de T1 que  funciona como um casador de impedância entre o coletor do transistor  Q3 em um alto falante.

walkie-talkie

Calibração do Walkie-Talkie  PX

A calibração é simples, concluída e revisada a montagem de todo circuito, utilize dois equipamentos (dois walk-talks)  para auxiliar a calibração, um do outro. Para calibrar você vai precisar de uma chave de calibração ou um palito de madeira, ele vai ajustar o núcleo da bobina L1.

Ligue o aparelho, você deverá ouvir o chiado característico do rádio fora de sintonia, isso indica que o receptor está funcionando, com um outro aparelho ligado que também deverá apresentar o mesmo chiado,  verificaremos se está transmitindo, para isso afaste os dois aparelhos pelo menos 2 metros um  do outro.

Em apenas um dos aparelhos Aperte o botão para transmitir e fale ao microfone,  com isso o chiado característico do outro aparelho deverá assumir e dar lugar a sua voz, repita esse procedimento com o outro aparelho.

caso ambos estejam funcionando corretamente você usará agora a chave de calibração para ajudar o núcleo das bobinas L1.

L1 vai ajustar apenas a recepção, com um transmitindo, vamos ajustar a recepção do outro, rodando o núcleo de L1 para cima e para baixo até obter a melhor recepção de sinal.

Informações

L1 na realidade não é uma bobina e sim um transformador de RF, ele tem um núcleo móvel de ferrite,  sintonizado na frequência de 27 MHz (+OU-).

A sua construção é simples, o primário é feito com 3 espiras de fio esmaltado de 32 AWG sobre uma forma com núcleo de ferrite móvel, já o secundário foi construído com 12 espiras de fio esmaltado 32 AWG sobre o primário.

O receptor não tem boa seletividade, ele é capaz de sintonizar  uma largura de Banda de cerca de 200 KHz, podendo sintonizar diversas estações de PX ao mesmo tempo, em alguns casos é um grande problema.

Lista de componentes do walk-talk

R1 – Resistor 10K Ohm x 1/8 Watt
R2 – Resistor 12K Ohm x 1/8 Watt
R3 – Resistor 47 Ohm x 1/8 Watt
R4 – Resistor 3K9 Ohm x 1/8 Watt
R5 – Resistor 3K9 Ohm x 1/8 Watt
R6 – Resistor 220K Ohm x 1/8 Watt
R7 – Resistor 5K6 Ohm x 1/8 Watt
R8 – Resistor 150K Ohm x 1/8 Watt
R9 – Resistor 100 Ohm x 1/8 Watt
R10 – Resistor 22 Ohm x 1/8 Watt
R11 – Resistor 10 Ohm x 1/8 Watt
C1 – Capacitor 15pF Cerâmico
C2 – Capacitor 10nF Cerâmico
C3 – Capacitor 27pF Cerâmico
C4 – Capacitor 4,7nF Cerâmico
C5 – Capacitor 4,7pF Cerâmico
C6 – Capacitor 4,7nF  Cerâmico
C7 – Capacitor 47nF  Cerâmico
C8 – Capacitor 68nF Cerâmico
C9 – Capacitor 4,7nF Cerâmico
C10 – Capacitor 33uF x 16 Volts Eletrolítico
C11 – Capacitor 22nF Cerâmico
C12 – Capacitor 220uF x 16 Volts Eletrolítico
Q1 – Transistor BF494 ou equivalente
Q2 – Transistor 2N2222 ou equivalente
Q3 – Transistor 2N2222 ou equivalente
L1 – Bobina (ver texto)
T1 – Transformador de impedância
AF – Auto falante 8 Ohms x 2 Polegadas
CR1 – Cristal  oscilador 27.035 Mhz
CH1 –  Chave 4 polos duas posições sem trava
CH3 – Chave mini H-H
ANT – Antena telescópica 1,5mts

Fonte:  Revista Nova Eletrônica 47 – edição de Janeiro de 1981.

Nova Eletrônica - Circuitos e projetos Eletrônicos grátis
Nota Importante: Para perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões utilize a página de contato .
[ Clique Aqui! ]