Home » Ferramentas » Resistor Eletrônico – Carga Fantasma para Fonte

Resistor Eletrônico – Carga Fantasma para Fonte

Neste artigo vou apresentar um circuito bem simples, porém de muita utilidade para quem trabalha na área de eletrônica, esse projeto é de uma carga fantasma para fonte de alimentação, ou seja um resistor de carga eletrônico ajustável.

Muitas vezes construímos uma pequena fonte, que funciona perfeitamente, com tensões estáveis, mas quando colocamos esta fonte em um circuito ela simplesmente se torna instável e a tensão cai.

Uma maneira de não ter este tipo de problema, é podermos testar o comportamento da fonte em ambiente de teste na bancada, usando uma carga equivalente ao circuito que ela vai ser usada.

Carga Fantasma para Fonte

Um modo de testar a fonte é colocar uma carga para poder verificar o seu comportamento diante de um circuito de consumo fictício, com uma corrente igual o que pretendemos usar na fonte ou até onde ela suporta.

Essa carga pode ajudá-lo a descobrir exatamente o limite da fonte, onde os problemas como o ripple começa a ocorrer, a tensão começa a diminuir e que fusível devemos usar.

Resistor Eletronico Carga Fantasma para Fontes
Resistor Eletrônico Carga Fantasma para Fontes

O circuito eletrônico desta carga é bem simples, ele basicamente converte a energia em calor utilizando um transistor Mosfet com um dissipador de calor. Esta carga pode ser usada em fontes de 5 a 25 Volts por 50 Watts.

O funcionamento do circuito também é simples, a tensão de entrada é estabilizada pelo diodo zener e enviada ao potenciômetro.

O consumo de corrente é regulado através de R2 que é o potenciômetro, ele faz com que a resistência do Q1, o transistor Mosfet mude, ajustando a tensão no gate (gatilho) do transistor.

Lista de componentes da  Carga para Fonte

R1 Resistor 1 KOhm;
R2 Potênciometro de  20 a 220 KOhm ;
D1 Diodo Zener de 4 a 9 Volts ;
Q1 Transistor Mosfet canal N de potência (qualquer) ;

O transistor mosfet vai ser muito sobrecarregado neste circuito, ele pode lidar com potências de até 100 Watts por segundos e até cerca de 50 Watts continuo, desde que o dissipador de calor seja suficiente.

O ideal é dimensionar o diodo zener e o potenciômetro para os valores da tensão de entrada, no caso do diodo zener, um diodo de 4 Volts é o ideal para tensões de até 10 volts, um diodo zener de 9 Volts para tensões até 25 Volts, mas isso é o usuário que vai definir de acordo com as necessidades e usando vários outros valores de diodos zener.

 

Nova Eletrônica - Circuitos e projetos Eletrônicos grátis
Nota Importante: Para perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões utilize a página de contato .
[ Clique Aqui! ]