Home » Tecnologia » 10 Técnicas de Montagens Eletrônicas que Você precisa Conhecer

10 Técnicas de Montagens Eletrônicas que Você precisa Conhecer

O grande Obstaculo de muitos iniciantes em eletrônica é a confecção de placas de circuito impresso, muitos usuários reclamam da dificuldade de fazer suas placas, seja devido ao preço, a aquisição de material para a confecção em sua cidade ou  mesmo pela falta de conhecimento e técnica do processo.

Eu mesmo detesto fazer placas de circuito impresso, prefiro juntar 5 ou mais placas para quando tiver que fazer,  ser um trabalho só. Mas fazer a PCI está cada vez mais difícil, prefiro realmente o método “Manhattan” que são ilhas coladas sobre a PCI ou mesmo o método de ilhas na própria placa. Esses métodos são mais simples e só servem para pequenos projetos. Neste artigo vou mostrar dez técnicas de montagens eletrônicas que você precisa conhecer.

10 Técnicas de Montagens Eletrônicas

Montagem Aranha

Montagem Aranha
Montagem Aranha Foto: inklesspress.com

Montagem aranha, acredito que essa seja a técnica de montagem mais rudimentar e perigosa, na montagem em aranha, os componentes são soldados diretamente uns aos outros ou ligados através de fios. Com isso é formado uma verdadeira teia de aranha, onde o circuito não tem uma base de suporte e é praticamente em 3D. Recomendado apenas para quem não tem nenhuma outra opção de montagem.

Montagem Besouro Morto “dead bug”

A montagem dead bug  difere da montagem em aranha, já que o circuito tem uma base e os componentes são colados diretamente nesta base, que é de material isolante. Ao se colar o componente na placa, como por exemplo um circuito integrado, ele é virado e os pinos ficarão para cima, dai vem o nome besouro morto (dead bug), o CI fica com a aparência de um besouro com as patas para cima (morto).

Montagem dead bug
Montagem dead bug Foto: flickr.com

Neste tipo de montagem, os componentes podem ser colados em uma superfície plana, em uma caixa de papelão ou metal,ou onde mais você deseje fixá-lo.  A junção dos componentes é feita por fios ou por outros componentes,  o problema deste método é a dificuldade de substituição dos componentes em caso de defeito.

Montagem em Barra de Terminais

Barra de terminais
Barra de terminais

Na minha época essa era a principal maneira do hobbysta construir um circuito. A barra de terminais é uma barra de fenolite com uma série de terminais soldáveis isoladas uma das outras. Os componentes são soldados diretamente sobre ela. A maioria das barras de terminais tem 20 terminais, mas se caso você só use 5, por exemplo, basta cortar, assim você ficaria com uma barra de 15 terminais para fazer outros projetos.

Montagem em Protoboard 

A montagem em protoboard é uma montagem provisoria, apenas para teste, experiencias e aprendizado. A grande vantagem da montagem em protoboard é que os componentes não precisam ser soldados. Uma protoboard  é uma matriz de contatos com linhas eletricamente conectadas que serve de base para montagens eletrônicas.

Protoboard
Protoboard

Caso se interesse sugiro que leia os artigos relacionados:  Tutorial de Como Usar e Montar Circuitos na Protoboard e Como Fazer sua própria Protoboard.

Montagem em Placas Padrão ou Universal

Existem várias placas padrão nas lojas de componentes eletrônicos, elas geralmente já vem perfuradas e a mais comum tem diversas trilhas de cobre em forma de linhas.  Por ser padrão todas são iguais e de acordo com o seu circuito você deve interromper a linha de trilha, que pode ser feita facilmente com um estilete.

Placa padrão com trilhas
Placa padrão com trilhas

Tem também a placa apenas com ilhas (abaixo), em que você deve fazer a trilha com fio e solda e tem a placa padrão para circuitos integrados. Na montagem em placas padrão os componentes são soldados, com isso torna o circuito mais seguro e permanente, quase da mesma forma que na placa de circuito impresso.

Placa padrão com ilhas
Placa padrão com ilhas Foto: amazon.com

Circuitos impressos

A montagem em placas de circuitos impressos (PCI) é a mais conhecida, praticamente todos os equipamentos eletrônicos são montados em placas de circuito impresso. Ela é uma placa de um material isolante como a fenolite ou fibra de vidro com trilhas de cobre e furos para fixar soldando os componentes.

As placas de circuito impresso podem ter as trilhas de cobre de um só lado, frente e verso (dupla face) ou multi-camadas (sanduíche). As trilhas condutoras em diferentes camadas são conectadas com furos metalizados. Alguns modelos mais sofisticados de PCI podem conter componentes, como capacitores, resistores  ou dispositivos ativos  incorporado em seu substrato.

PC I-  Placa de circuito impresso
PC I – Placa de circuito impresso Foto: ece.illinois.edu

As placas de circuito impresso podem ser construídas em casa por qualquer pessoa,  veja em Como Fazer Placa de Circuito Impresso.

Montagem em Ilhas coladas “Manhattan”

A montagem em Ilhas coladas, também chamada de método Manhattan é uma técnica simples, que também utiliza a placa de circuito impresso virgem, e nela se cola do lado cobreado diversas ilhazinhas (botõezinhos), que podem ser quadrados ou redondos, feitas de pedacinhos de circuito impresso, que são colados do lado cobreado para cima, se tornando pontos para se soldar os terminais dos componentes.

Montagem em lhas coladas - Manhattan
Montagem em lhas coladas – Manhattan Foto: g7mrv.blogspot.com

Neste método a placa de circuito virgem que serve de base é geralmente o terra do circuito. Para fazer as ilhas o usuário vai precisar fazer uma ferramenta especial como um tubo redondo e furadeira, ou apenas uma lamina para fazer as ilhas quadradas como na imagem acima. É muito usada a máquina para aplicar ilhós, essas encontradas em lojas de armarinhos, para fazer ilhas redondas de até 4 mm de diâmetro.

Montagem com Ilhas feitas na Placa

Esse tipo de montagem é parecido com o método Manhattan, só que em vez de colar as ilhas na placa, as ilhas são feitas diretamente na placa.  Neste caso uma broca ou um tubo fazem uma pequena introdução no lado cobreado na placa de circuito  impresso sem atravessar, mas isolando a ilha.

No vídeo acima é mostrado como fazer esse tipo de placas com ilhas fixas, usando um tubo ou uma broca que você mesmo pode fazer.

Montagem com Placa Riscada

Essa técnica é bem simples, muito difundida pelo grande PY2OHH Miguel, em seu site de QRP. Neste método, que na minha opinião é o mais simples, o usuário faz riscos na placa de circuito impresso, isso com base no circuito que ele pretende construir.

Montagem com Placa Riscada
Montagem com Placa Riscada de PY2OHH

As ilhas tem que ser dimensionadas em função do esquema do circuito, a placa tem que ser divididas em blocos, separados por funções, sabendo as dimensões de cada componente. Cada junção de componentes da origem a uma ilha. Essa montagem é a mais fácil e qualquer um poder fazer.

Montagem com Tinta condutiva e Cola condutiva

Esta técnica é bem interessante pois com ela é possível fazer um circuito em cima de uma superfície flexível, que pode ser papel, papelão, plástico, ou onde você imaginar.

Paperduino Arduino
Paperduino Arduino usando plotter e caneta condutiva

No artigo  Como fazer Circuito Impresso Flexível em casa usando Tinta Condutiva tem algumas informações sobre esse técnica de montagem eletrônica.

Montagem em papel ou papelão

Esta é outra técnica simples de ser feita é qualquer um pode realizar sem problemas, basta imprimir ou desenhar na folha de papel as trilhas para posteriormente fazer a união dos componentes utilizando fios ou mesmo os terminais.

Paperduino
Paperduino

Podemos ver essa técnica no artigo Paperduino, uma Placa de Circuito Impresso de Papel 

Conclusão

É claro que existem mais uma grande quantidade de tipos diferentes de montagem de circuitos eletrônicos, apenas apresentei aqui as mais usadas e as mais simples. Quero divulgar para incentivar os iniciantes, já que com um custo baixo, e nenhuma ferramenta especial é possível fazer um circuito eletrônico de média ou baixa complexidade em casa. Para montagem definitivas deve-se usar técnicas de soldagem, nas quando o circuito é para  testes a protoboard ainda é a melhor escolha.

Nova Eletrônica - Circuitos e projetos Eletrônicos grátis
Nota Importante: Para perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões utilize a página de contato .
[ Clique Aqui! ]